Publicado por: Stéfano Bozza | 15 de junho de 2014

Capítulo 6: Uruguai x Costa Rica – A zebra deu as caras

O grupo da morte da Copa começou de maneira nada habitual para os palpiteiros, mas com muita ansiedade pelo reino animal. A zebra ainda não tinha dado a cara na Copa. Se a goleada da Holanda foi absolutamente fora do normal, também não é uma zebra.

A Costa Rica tem provavelmente o melhor time da sua história, mas caiu em um grupo com três campeões mundiais. E a primeira parada já seria duríssima: o atual semifinalista Uruguai. E para desespero dos jogadores de bolão mundo afora, surpreendeu.

A vitória por 3×1, entretanto, não foi achado. A Costa Rica mandou no jogo, do primeiro ao último minuto. Suas trapalhadas na defesa não foram suficientes para prejudicar a ótima atuação contra a Celeste, que decepcionou.

Desde o começo, quem propôs o jogo foi o time de pior qualidade. O time costarriquenho tem grande fragilidade defensiva e criou as melhores jogadas para o Uruguai. Primeiro com Cavani, que bateu para fora. Depois, cometendo pênalti infantil em Lugano. Cavani converteu, 1×0.

Mesmo com o placar favorável, a Celeste continuou pior no jogo. Pior do que isso, viu a dupla perigosa da Costa Rica começar a gostar do jogo e dar trabalho. O meia Ruiz e o atacante Campbell, ótimos jogadores, tinham liberdade.

O segundo tempo não demorou para fazer justiça ao primeiro. Em lance isolado, a bola sobrou limpa para Campbell, que já tinha assustado, empatar. No lance seguinte veio a virada. Em impedimento, é verdade, mas compensando um pênalti não marcado igual ao apitado para os uruguaios.

Nem mesmo os próprios torcedores acreditavam no que viam em campo. Mais do que a virada, o placar era justo e correspondia com o que se via em campo.

Nem com a vantagem a Costa Rica abdicou do jogo. A alteração tirando Ruiz, pelo contrário, manteve o time ofensivo. O recuo do ótimo Campbell resultou na metida de bola que definiu o jogo. 3×1.

Ainda deu tempo para uma expulsão do Uruguai. Feio, mas não pior do que o futebol apresentado pelos sul-americanos, que precisarão de mais do que a volta de Suárez se quiserem ir mais longe na competição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: